Quem é o Haddad sem o antipetismo?

No 2º turno das eleições teremos de um lado, Fernando Haddad e do outro, Jair Bolsonaro. Mas afinal, quem são os dois candidatos por trás do “antipetismo”, principal pivô da polarização das eleições de 2018? Hoje analisarei o candidato Fernando Haddad, mas sem usar o “antipetismo”.

haddad

Fernando nasceu em São Paulo, ele é o segundo de 3 irmãos. Seu Pai, Khalil Haddad, veio do Líbano em 1947, dois anos após o fim da segunda guerra mundial. Sua mãe, Norma, também é filha de Libaneses, mas nasceu no Brasil. Seu avô, Cury Haddad, era Pastor Ortodoxo e ficou famoso no Líbano por lutar contra o domínio Francês.

No Brasil, o pai de Fernando se estabeleceu como comerciante atacadista de tecidos. Ele cresceu na zona sul de São Paulo e estudou no colégio Bandeirantes. Em 1981 ingressou na faculdade de direito da USP, se dividindo entre os estudos e as obrigações na loja de tecidos do pai.

No terceiro ano de faculdade, Fernando começou a se envolver com politica, a ditadura militar estava chegando ao fim, e grupos militantes da esquerda, podiam finalmente discutir abertamente ideologias politicas até então proibidas pelos militares.

Fernando, rapidamente mostrou sua empatia como líder politico e foi eleito presidente estudantil, logo, integrou as comissões populares do movimento “Diretas Já”, que pediam a volta das eleições presidenciais no Brasil.

Fernando Haddad se formou bacharel em direito, fez mestrado em economia e doutorado em filosofia. Em 1988 casou-se com a dentista, Ana Estela, com quem namorava desde os 17 anos e juntos tiveram dois filhos.

A carreira de Fernando seguiu rumos alternativos, ele foi analista financeiro do Unibanco, professor de ciências politicas na USP, e é o criador da famosa tabela FIPE, aquela que usamos para avaliar o preço dos nossos veículos.

Foi só em 2001 que Fernando Haddad ingressou na carreira pública assumindo a função de chefe da secretária de Finanças do município de São Paulo. No ano seguinte, foi promovido para o cargo de Secretário-Executivo do Ministério da Educação e nessa época, Fernando desenvolveu o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Em 2005, a convite do então presidente Lula, assumiu o cargo de Ministro da Educação, dentre outros feitos, Fernando criou o IDEB, famoso Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, que mede a qualidade do ensino fundamental e médio. Ele também conseguiu elevar o fundo de investimento na educação de 3.9% para 5.1% do produto interno bruto, porém, tais investimentos não melhoraram a colocação do Brasil no ranking internacional da educação. 

Em 2012, Fernando foi eleito prefeito de São Paulo e sua principal bandeira durante o mandato foi a mobilidade urbana, dentre outras medidas, implantou mais de 400 km de ciclofaixas, investiu em transporte publico e diminuiu a velocidade nas marginais, o que fez o trânsito fluir na capital, mas suas medidas, apesar de terem funcionado, não agradou todos os usuários.

Em 2016, a presidente Dilma Roussef foi impeachimada e a onda “antipetista” cresceu e se solidificou. Enfraquecido pela baixa popularidade do partido nessa época, Fernando não conseguiu se re-eleger, perdendo para João Dória, que abandonou a prefeitura de São Paulo, e hoje, disputa o segundo turno para Governador.

Fernando Haddad reponde processos de improbidade administrativa por ações investigadas durante o período em que foi prefeito de São Paulo. Ele também é investigado por denúncias de caixa 2 nas eleições de 2016. Porém, como não foi condenado, isso não caracteriza fixa suja.

Se tirarmos o “Antipetismo” de Fernando Haddad, sobrará um professor universitário com solida carreira, que ao entrar na vida publica desenvolveu projetos reconhecidos internacionalmente, que hoje, beneficiam milhares de brasileiros.

Como prefeito, teve um mandato questionável, sua popularidade foi baixa, mas muitas de suas medidas são consideradas inovadoras.

Se for da vontade dos brasileiros, Fernando Haddad pode ser eleito dia 28 de outubro como o novo presidente do Brasil.

(…)

Essa Matéria foi publicada no Jornal A Tribuna NH e na página do Facebook NH News.

Você se sente seguro em Novo Horizonte? Lembre-se de proteger o seu patrimônio. A Serseg Segurança, esta no mercado a mais de 10 anos. Quer proteger sua casa, sua empresa, seu patrimônio? A Serseg tem a solução ideal para você.

Ligue e peça um orçamento 17 – 3542-1100

Se preferir, acesse o site www.sersegsegurançaprivada.com.br

serseg blog

A produção do NH News é minha, Gilson de Lazari e a edição é do Rogério Silva. Se você gosta do NH News, saiba que pode ser um patrono e assim ajudar nessa missão que é valorizar a cultura local, levar informação e livrar nossa cidade de antigos estigmas, principalmente, no âmbito político.

Saiba o que é e como ser um patrono acessando o link .

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Assine

O NH News, também está disponível em todas as plataformas de podcasts. Escolha uma das opções e se inscreva:

Apple Podcasts
Android
Spotify
Deezer
Castbox
Pocket Casts
Overcast
RSS

Meu nome é Gilson de Lazari e foi um prazer falar de Novo Horizonte com vocês. Até a próxima.

Um comentário sobre “Quem é o Haddad sem o antipetismo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s