À memória de Zi Biasi

O dia 26 de outubro amanheceu mais triste em Novo Horizonte. Um comunicado oficial da família anunciava que nosso saudoso Zi Biasi acabava de falecer.
Em sua homenagem, a pedido do Jornal A Tribuna NH, o colunista Gustavo Dalla Déa escreveu uma incrível matéria, narrando em partes,  porque, Zí, é tão importante para a cidade de Novo Horizonte e para o Rodeio brasileiro. Segure a emoção conterrâneo, pois o velho Zí se foi, mas seu legado será eterno.

zi biasi

Os ponteiros do relógio lentamente vão se alinhando, os segundos, de forma compassada encaminham o tempo. Para alguns, esse tempo voa, não tem limites e mal sabem a sua definição; para outros é o alarme, a sirene que toca e define suas vidas.

Algumas vezes procuramos adiantá-lo, outras, simplesmente tentamos pará-lo, mas nunca conseguimos fazê-lo regressar. Os ponteiros continuam, sua marcha ritmada  anuncia, o rodeio já vai começar.

Era 1967, os olhos da população encheram-se de brilho ao assistirem a primeira festa de Rodeio de Novo Horizonte que um dia Já foi o maior rodeio de arena do nosso País e detentor do título de “Capital Nacional do Rodeio em Cavalo”, sim conterrâneo, foi aqui mesmo em Novo Horizonte e por trás de tantas conquistas muitas pessoas estiveram envolvidas, mas uma delas, não era uma pessoa qualquer, era Zi Biasi.

A nossa festa é uma das mais antigas e tradicionais. A primeira ocorreu nos dias 5 e 6 Outubro de 1967 e foi realizada no estádio (Quirinão) em caráter beneficente, idealizada pelo Rotary Club que tinha em sua presidência o Sr. Sérgio Diniz Palma e contou com o apoio do Lions Club, que tinha em sua presidência Rochael Thomitão Costa, sendo a Comissão Organizadora da 1ª Festa do Peão de Novo Horizonte composta por: Zi Biasi, Adaldio Castilho, Rudnei de Biasi, Walter de Biasi, entre outros aguerridos novorizontinos. zi biasi 3

A festa foi um sucesso e se perpetuou, no ano de 1972, durante a 6ª Festa do Peão aconteceu mais uma novidade, foi fundado o CLUBE DE RODEIO DE NOVO HORIZONTE que a partir de então, começou a organizar e a promover a festa anual do peão, o primeiro presidente do clube foi o Sr. Walter de Biasi e entre outros que fizeram parte desta primeira diretoria estava Zi Biasi, Rochael Thomitão, Adaldio Castilho, Same José Tayar, Sérgio Diniz Palma, Rudney Biasi e Celso Ramazini.

No ano seguinte, 1973  tomou posse como presidente do CLUBE DE RODEIO, o Sr. Sidnei Jorge Francisco de Biasi, aqui intimamente lembrado como Zi Biasi. Desde ponto em diante, Zi, promoveu uma verdadeira revolução no rodeio novorizontino, e tais inovações, logo passaram a ser adotadas em todos os rodeios brasileiros, a sua primeira grande obra foi o inicio da construção do Recinto Ferradura.

O primeiro rodeio em recinto próprio ocorreu em 1974. esta foi a primeira arena a ter cobertura no Brasil, sua capacidade impressionava, 10 mil espectadores podiam assistir o evento confortavelmente, o recinto “FERRADURA”, levou este nome porque sua arena e arquibancada se assemelham a uma ferradura, esse modelo de arena se mostrou o mais eficaz e passou a ser copiado em outras cidades, mas o projeto nasceu aqui em Novo Horizonte.zi 02

O recinto Ferradura teve sua capacidade aumentada posteriormente para 15 mil espectadores e no ano de 1976, Zi Biasi, inovou novamente, e fez o primeiro rodeio do país com queima de fogos.

Em 1977, na 11ª Festa do Peão, o então locutor Zé do Prado, que fazia a locução da festa, ficou doente, sem locutor Zi Biasi convocou um locutor da rádio local chamado José Rodrigues Pereira e pediu para que improvisasse na locução, mas o jovem locutor, já na sua primeira apresentação se destacou e a partir daí, se dava inicio a carreira de um dos mais brilhantes locutores brasileiros, hoje conhecido como “Barra Mansa”.hqdefault (2)

No ano de 1979, pela primeira vez um rodeio recebia um parque de diversões, neste ano também foi inaugurado no Recinto Ferradura, um gigante estacionamento de 4 mil metros e capacidade para 5 mil carros.

Na década de 80, Zi Biasi continua inovando, agora a abertura dos rodeios era ao som do Hino Nacional Brasileiro, ele também realiza a primeira prova oficial de Três Tambores em horário nobre, e cria espaços no recinto para os primeiros Centros de Treinamento de Tropas (de onde surgiu e foram treinadas as tropas de Paulo Farah, Jorge Biasi, Roberto Biasi, entre muitas outras).

Ainda na década de 80, Zi Biasi articulou o primeiro movimento de profissionalização e organização do Rodeio Nacional, orgulhoso, o velho Zí dizia: “Nós fizemos uma reunião com 120 cidades e formamos a Associação Brasileira de Rodeio. Tínhamos uma excelente estrutura organizacional onde cada diretor cuidava do seu setor. Eles me colocaram como presidente”.

Porém a trajetória de Zi Biasi vai além de sua contribuição ao rodeio de Novo Horizonte, ele esteve a frente por cinco anos da Festão do Peão de Barretos, hoje a maior do Brail, mas que na época passava por um momento critico de reestruturação, Zí era respeitado por peões, tropeiros, promotores e detentor de uma visão impar de valorização e preservação da manifestação cultural das Festas de Peão.zi biasi 6

Um dos maiores orgulhos de Zí era dizer que a Globo, fez a novela “América”, escrita por Glória Perez sobre a temática do homem do campo e as aventuras dos peões de rodeio.

Zi Biasi é Lenda do rodeio, mas também foi um cidadão justo, que batalhou pelos direitos dos mais necessitados, ele conseguiu o direito do registro dos peões no INSS, passando a terem todos os benefícios sociais e status de profissão. Zi sempre esteve em contato com políticos municipais, estaduais e federais apontando as dificuldades e soluções para os rumos do país, ele se filiou ao MDB e se envolveu diretamente no Movimento Diretas Já de 1983, assumindo posição contra a ditadura militar e a volta da democracia.

Essa participação ativa na politica, fez com que Zi Biasi chegasse a ocupar o cargo de prefeito e vice-prefeito do Município de Novo Horizonte, onde batalhou para o desenvolvimento do município. E dessa época o fato que muitos narram como inesquecível, quando Zi Biasi, se recusou a tirar o chapéu para entra na Câmara dos Deputados em Brasilia, ele dizia que aquilo era o símbolo da cultura do interior e da resistência do peão de boiadeiro após Zi ter escrito uma moção aos deputados, pedindo atenção aos direitos trabalhistas dos boias-frias, era 1983, nessa época estavam ocorrendo terríveis acidentes de transporte na região.zi biasi 2

Zi era aguerrido, mas também era um sujeito brincalhão e atencioso com as pessoas, gostava de ouvir e contar histórias, recebia as crianças com balas, e em sua residencia, era comum se cruzarem boias-frias e ilustres autoridades.

Devoto de Nossa Senhora Aparecida, que ele sempre carregava dentro do seu Chapéu,  que costumava alçar aos céus como reverência, cujo a imagem santa, sempre entrou para abençoar os peões e o público, “eu nunca fiz um rodeio sem falar o nome de Nossa Senhora, e olha que eu fiz muitos rodeio…” comentava  Zi Biasi.

Horas, minutos, segundos, para cada um o tempo tem sua duração e assim o sol abre caminho para a lua, que vai ganhando espaço no céu e sobre a arena, com peões e cavalos, seu brilho quer compartilhar e agora resta pouco para o rodeio começar.

(…)

Essa Matéria foi publicada no Jornal A Tribuna NH e na página do Facebook NH News.

Você se sente seguro em Novo Horizonte? Lembre-se de proteger o seu patrimônio. A Serseg Segurança, esta no mercado a mais de 10 anos. Quer proteger sua casa, sua empresa, seu patrimônio? A Serseg tem a solução ideal para você.

Ligue e peça um orçamento 17 – 3542-1100

Se preferir, acesse o site www.sersegsegurançaprivada.com.br

serseg blog

A produção do NH News é minha, Gilson de Lazari e a edição é do Rogério Silva. Se você gosta do NH News, saiba que pode ser um patrono e assim ajudar nessa missão que é valorizar a cultura local, levar informação e livrar nossa cidade de antigos estigmas, principalmente, no âmbito político.

Saiba o que é e como ser um patrono acessando o link .

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Assine

O NH News, também está disponível em todas as plataformas de podcasts. Escolha uma das opções e se inscreva:

Apple Podcasts
Android
Spotify
Deezer
Castbox
Pocket Casts
Overcast
RSS

Meu nome é Gilson de Lazari e foi um prazer falar de Novo Horizonte com vocês. Até a próxima.

Um comentário sobre “À memória de Zi Biasi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s