Conto – Fazer o bem, gera um bem ainda maior

fazer o bem

Léo nunca imaginou que as coisas aconteceriam daquela forma. Ele era salva vidas e amava o que fazia. Num dia de folga, andando pela praia, ele ouviu pessoas pedindo ajuda, olhou para o mar e viu uma mulher em perigo. Jogou-se n’água imediatamente e a trouxe para a praia, ressuscitou, e a carregou até o posto salva-vidas, onde uma ambulância a levou para o hospital.

Para Léo, era apenas sua obrigação como salva vidas, mas a senhora que fora salva por ele, ficou muito agradecida e passou a visitá-lo de vez em quando, seu nome era Dona Vitória, ela frequentemente mandava entregar Pizzas no plantão de Léo e ele retribuía com telefonemas.

Os outros rapazes faziam gozação da sua amizade com aquela senhora, mas ele não ligava.

Durante anos, mantiveram a amizade. Mas certo dia, retornando de uma viagem, Léo ligou para a casa dela e ninguém atendeu. Ele achou estranho e foi até lá. Mas não tinha ninguém, quando estava saindo, chegou uma uma jovem, que se identificou como Bárbara.
Era a sobrinha da Dona Vitória que lhe contou sobre o falecimento da tia, vítima de um derrame. Barbara viera de outra cidade para resolver alguns negócios da tia e ela sabia tudo a respeito de Léo, porque sua tia, adorava contar a história do homem que havia lhe salvado a vida.

O tempo passou.

Uma noite, numa festa na praia, com amigos, Léo percebeu que as coisas estavam saindo do controle. Bebidas e drogas começaram a circular, o ambiente estava estranho, então, ele decidiu ir embora. Logo depois, uma mulher que ele havia conhecido apenas algumas horas antes na mesma festa, também foi embora.

No dia seguinte, essa mulher misteriosa foi dada como desaparecida e seu vestido esfarrapado foi encontrado ao lado da estrada, os policiais interrogaram os presentes e Léo, foi acusado de assassinato.
Parecia um pesadelo. Ele mal a conhecia. Era uma acusação maluca, mas a polícia precisava de um suspeito e ele era o principal suspeito, pois haviam saído da festa quase juntos.

Um defensor público foi indicado para cuidar do seu caso, porque ele não tinha dinheiro. Acabou preso e a fiança foi estipulada em um valor elevadíssimo.
Léo achou que não teria mais saída. Então, um dia, recebeu um telefonema.

Era Bárbara a sobrinha da dona Vitória. Acontece que ela era formada em direito e ouviu no noticiário a respeito da sua prisão. Ela ligou para perguntar se ele aceitaria que ela o defendesse gratuitamente.
Léo, claro, aceitou, então Brabara começou a se inteirar dos detalhes do caso.
A única testemunha ocular que identificou Léo de ser o homem que saiu da festa com a mulher, descreveu o casal como sendo da mesma altura.

Barbara percebeu que alguma coisa estava muito errada. A suposta morta tinha 1,65m.
e Léo tinha quase 1,80m.

Graças a esse detalhe, ela conseguiu que a fiança fosse reduzida e Léo pôde ir para casa. Aquilo foi um presente para ele.

Mas Barbara ainda tinha outras desconfianças, então contratou um detetive que, depois de algum tempo, descobriu que a suposta vítima, estava viva e morando na Argentina.
Ela havia decidido sair de casa e abandonar o marido para recomeçar uma nova vida, com outra pessoa a qual havia se apaixonado.

Depois de muita insistência, meses de trabalho, a justiça argentina obrigou que a mulher retornasse e se apresentasse à polícia, provando que estava viva.

Léo estava livre da acusação.

Hoje, ele vive com sua mulher e três filhos. Tem uma fazenda e dirige sua própria fábrica. Mas nunca vai esquecer aquela amizade especial com a dona Victória. Ele sempre diz:

– Se aquela doce senhora não falasse de mim para sua sobrinha da forma como fez, é bem possível que eu estivesse apodrecendo na prisão pelo resto da minha vida. Devo minha vida àquela mulher.

No entanto, Bárbara tem uma versão diferente:
– Ele merecia minha ajuda. Ele salvou a vida de alguém que ele nem conhecia, mesmo não estando em serviço naquela hora. Esse tipo
de amor pela humanidade não fica sem recompensa.

Pode parecer pouco, mas essa história nos mostra que o simples ato da Dona Vitória de agradecer e enaltecer quem havia lhe salvado, fez florescer a justiça que age por vários caminhos diferentes.

Faça o bem, sem nunca aguardar recompensa. Guarde apenas a
certeza que os benefícios lhe chegarão, as vezes de uma forma que você se quer imagina.

Em tempos, seja grato também a quem lhe faz o bem, toda ação corresponde uma reação.
E fazer o bem gera um bem ainda maior.

(…)

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Assine

O NH News, também está disponível em todas as plataformas de podcasts. Escolha uma das opções e se inscreva:

Apple Podcasts
Android
Spotify
Deezer
Castbox
Pocket Casts
Overcast
RSS

Essa Matéria foi publicada no Blog do Gilson de Lazari e na página do Facebook NH News.

WhatsApp Image 2019-08-27 at 11.28.11Navegue em alta velocidade com a melhor internet de Novo Horizonte, e neste mês está ainda melhor, tenha na sua residência ou comércio a única internet 100% fibra óptica da cidade sem pagar Adesão ! É isso mesmo ! Adesão Grátis ! MTNET Ligue 3542- 1172 e garanta já a sua INTERNET com ultravelocidade !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s