Mesmo com 649 votos e em sexto lugar Vasquinho não é eleito

Mudanças nas regras eleitorais criaram aberrações nas eleições 2020. O candidato Vasquinho do MDB, com 649 votos e em sexto na qualificação geral não vai ocupar uma cadeira entre os 13 vereadores. Já Ideval do PT, com a metade dos seus votos, 338, foi eleito. Isso foi justo?

O fim das coligações para vereador foi uma das mudanças impostas nesse pleito e após a apuração, acabou pegando muito mal com os eleitores. É difícil aceitar e entender que um candidato que fez uma campanha limpa tenha sua cadeira ocupada pelo vereador mais rejeitado da câmara. Ideval, mesmo sem representatividade, manteve o cargo no legislativo e ainda fez um discurso soberbo e arrogante ao anunciar sua “vitória” nessa segunda-feira 16.

Não só Vasquinho foi injustiçado, Dani Mariano, Francine Feliciano, Nelsinho Luiz e Pastor Celso Junior também obtiveram mais votos que Ideval que na contagem geral ficou em décimo oitavo.

Os candidatos que estão se sentindo enganados, infelizmente, não podem fazer nada, pois, ao se candidatarem, concordaram com as regras que distribuiu os votos dessa forma injusta. Já nós, os eleitores, esperamos que as mudanças sejam revistas para que distorções como essas não se repitam nos próximos pleitos.

Quer participar dos grupos e receber as notificações do NH News “grátis” pelo whatsapp? É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e assinar a nossa lista de transmissão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s