Opinião – O asfalto para japonês ver e os buracos da administração oriental: Mentira e Demagogia

Por Clayton Zocarato

É notório que o canteiro de obras desastradas ao quais foram implantadas em vários pontos de Novo Horizonte pela última gestão municipal, continha como premissa ludibriar o cidadão diante a carência de uma administração pública eloqüente e voltada para o bem comum, que além de zelar pela sua estrutura material e o estado conservação das principais vias de acesso da nossa cidade, praticamente causou um transtorno escatológico para os moradores residentes nas marginais, através de empreendimentos civis, sem nenhum planejamento ou esclarecimento lógico para seus deixando, como herança funesta, um alicerce histórico débil de incompetência da última chancela do poder executivo, em realmente prover mudanças quanto a uma governabilidade municipal que realmente contribuísse para melhoria de vida das pessoas.

Vejamos por exemplo que os asfaltos e recapeamentos sejam lá qual for o motivo plausível de seus empreendimentos na parte final dos seus mandatos, é de material péssima de qualidade, pois mesmo, deixa os buracos tampados e preenchidos de pedra e piche adequadamente, mas sim culminam gerando crateras que prejudicam em muito transeuntes e motoristas, prejudicando o fluxo do seu “Ir e Vir”, garantido pela Constituição Federal de 1988, bem como danificando seus veículos, tendo que arcar com os seus próprios recursos financeiros danos causados ao seu patrimônio pessoal, diante a incompetências dos órgãos públicos em garantir uma boa qualidade de vida diante o pagamento de seus impostos.

A carência de uma consciência lúdica de gestão municipal, que olhasse e conservasse uma engenharia urbana que contivesse um trabalho de escoamento das águas das chuvas, para que não ficasse inteiramente seu desaguar destinadas, nas marginais, está diretamente ligado a uma falta de coerência quanto ao planejamento e gerenciamento em relação ao crescimento consciente da cidade e a combater, uma destruição e depredação do seu meio ambiente, que faz com que os moradores das marginais sofram com transtornos através das tempestades de verão que são naturais nessa época do ano, mas que nessa última administração Executiva e Legislativa, preferiram realizar um lindo enfeite de Natal nas principais ruas do centro, escondendo a sua incompetência e displicência em organizar ornamentos de atividades , que se preocupassem não com a estética, mas sim prover princípios de soluções, enquanto a

melhorias reais das ruas e avenidas que ficaram acumulando cada vez mais e mais entulhos, e destruindo suas bases de durabilidade e resistência material, pelo quais seus buracos tampados ilusoriamente, e não realmente contendo uma organização de gestão municipal administrativa transparente, que viesse a solucionar tanto, prontamente como a longo, prazo os problemas do escoamento das águas das chuvas, proporcionando uma melhor condição de vida para todos os seus moradores, que tiveram seus imóveis com preços de compra desvalorizados diante a falta de vontade de arquitetar uma constrição de trabalho que viesse, a distribuir as águas das chuvas não somente concentrado em um ponto unívoco de deságüe.

Logo no início do mandato, tanto o novo Legislativo como o Executivo, se empenharam em conjunto em um processo de higienização das rua, recolhendo entulhos e lixo, que prejudicam os caminhos de enxurradas, entupindo esgotos, e também contribuindo para que esse acúmulo desenfreado de sujeira, ajude para o surgimento de animais peçonhentos e a proliferação de doenças, sendo isso uma nova modernização e embelezamento de nossa Capital da Amizade, que passou os últimos anos praticamente vivendo de maquiagens “político – partidárias”, sem realmente conter um compromisso governamental ético, em olhar pelo bem – estar da sua população de maneira integral, dentro de todos os setores e classes sociais.

Ou bem seja, viver de festa é excelente, mas trabalhar requer uma visão holística de todos nosso espaços sócio-ambientais econômicos, e não somente usar discurso patéticos evocando o passado de glorias familiares e tradição de sobrenomes, ou currículos pessoais ultrapassados, como forma de enganar o eleitor, e oferecendo a ele algum pudor sem dor, que realmente faça seus representantes públicos estejam prontamente e abruptamente trabalhando para o seu benefício.

Se a melhor “Educação do Brasil”, não conseguiu propiciar uma clara visão política para seus estudantes sem ficar encarcerada a dados Empíricos, sem levar o subjetivo em suas diretrizes pedagógicas, o “Novo Legislativo e Executivo” estão colocando a mão na massa, quanto a organizar uma urbanização com conscientização e participação da sociedade civil, que é de benefício para todos, e não ficar somente com indumentárias de showzinhos discursivos e performáticos, que escondiam uma condição clara e crítica para maioria da população de nossa cidade , cheio de desmandos e cretinices dos seus antigos gestores municipais.

Estamos no caminho certo, e um política profícua, se faz com transparência e humildade, e como diria o grande filósofo inglês Thomas Hobbes, “É da natureza

humana, procurar o melhor, e estar junto com os melhores”, sejamos o melhor na tentativa de oferecer para todos, uma Novo Horizonte, digna e respeitosa para todos os seus habitantes, com asfalto e sem assalto, e com diálogo e sem demagogia, seja ela de qual origem étnica for.

(…)

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Se preferir, participe do grupo do NH News no Telegram, acesse por esse link https://t.me/joinchat/G6eEYdzUh4JP6ful

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s